Monthly Archives: May 2006

Más novas

Standard

Há uns tempos atrás, largas centenas de anos, os portadores de más notícias eram mandados matar pelos reis.
Felizmente, tal já não acontece, senão eu seria morta semanalmente no meu local de trabalho.
Embora haja aí um dito cujo pseudo-monarca, ainda bem, que os reis são uma raça totalmente extinta por estas bandas.

Comparação infantil

Standard

Comparo a vida a uma árvore com os seus inúmeros ramos longos, quebradiços, que renascem ano após ano, cobertos de folhas luzídias e coloridas que sazonalmente acabam também por cair. Nessa árvore, andam as formiguinhas, umas atrás das outras, sempre a cumprir o seu dever. Ou quase sempre? E quando uma decide desviar-se e escolher (?) outro ramo? Que lhe acontece? Que acontece ao grupo?
(Que estaria eu a fazer neste momento se há dois anos atrás tivesse invertido o meu caminho? Como estariam os outros?)
A única certeza que tenho é a de que um dia destes o ramo escolhido por essa formiguinha há-de cair de vez.

Irritações

Standard

Não gosto de não conseguir exprimir os meus pensamentos e sentimentos de maneira ordenada e lógica, como leio nos outros. E desgosto ainda mais quando me apercebo que o que esta ou aquela pessoa escreveram ou disseram vai de encontro ao que eu penso e que não consegui verbalizar adequadamente. Ou será que só formo opinião depois de "ler" os outros? Que irritante!

Bichinho complicado à brava

Standard

Sou um exemplar perfeito de como as mulheres são temperamentais e de como tanto estão bem como estão mal, vá lá saber-se porque mudam de humor. 

O que me chateia é uma simples brincadeira a três ser levada tão a sério que afecta a eventual amizade que possa existir. Quando o feitiço se vira contra a feiticeira, acabou-se a brincadeira.